Fundo Carlyle compra 22% da rede Madero por R$ 700 milhões

O fundo americano Carlyle voltou às compras no Brasil, depois de dois anos, ao acertar a aquisição de uma fatia de 22,3% da rede de hamburgueria paranaense Madero, por R$ 700 milhões no final de 2018. O negócio estimou o valor total do Madero em R$ 3 bilhões.

Atualmente com 139 restaurantes, a rede Madero, inaugurada em 2005, ficou conhecida pela rápida expansão. O crescimento foi financiado por dívidas, que estavam concentradas com o fundo HSI. Hoje, os débitos do Madero somam R$ 520 milhões, segundo apurou o Estado. Dos R$ 700 milhões a serem aportados pelo Carlyle, R$ 600 milhões devem ir para o caixa da empresa, e o restante, para o bolso dos sócios.

Após um hiato de dois anos, o Carlyle – que é sócio da rede de brinquedos Ri-Happy e da cadeia de decoração TokStok – voltou a investir com a intenção de sair de forma relativamente rápida do negócio. A chance de saída do fundo se dará porque, durante as conversas, o Madero teria declarado a intenção de abrir seu capital em dois anos.

A cadeia de restaurantes pretende convidar investidores pessoa física para participar da negociação de ações da companhia. Para isso, quer usar a imagem do apresentador Luciano Huck, que detém 5% do negócio e é conhecido como garoto-propaganda de várias marcas.

Os planos do Madero devem seguir inalterados. A empresa ainda vai abrir três restaurantes este ano – para um total de 142 – e prevê a inauguração de mais 52 no ano que vem. Os números incluem apenas as cadeias Madero, Stake House e Jerônimo (de apelo mais popular). A empresa ainda tem duas outras redes de sanduíches – que levam o sobrenome de Durski – em fase de desenvolvimento

Em seu Instagram Junior Durski publicou o seguinte: “Ufa! Assinamos um contrato com um, um não, com o maior fundo de investimentos do mundo, Carlyle Group, vendemos 23,3% do Grupo Madero para eles, nossa companhia foi avaliada em 3 bilhões de Reais, eles estão nos pagando 700 milhões de reais, que usaremos para zerar as nossas dívidas e turbinar o nosso caixa para poder continuar a expansão dos restaurantes no Brasil, além de garantirmos os investimentos necessários para continuarmos evoluindo muito nas instalações e equipamentos, sempre pensando em melhorar a qualidade dos nossos produtos, na nossa Cozinha Central em Ponta Grossa. Comecei com um UFA! porque esta procura por um bom negócio começou em 2.014, nestes 4 anos, trabalhamos muito, quase fechamos negócio por três vezes, em 2014 quase vendemos 40% por 40 milhões, (valuation de 120 milhões) não saiu, em 2.015 quase vendemos 35% por 120 milhões, (valuation de 350 milhões) não saiu, em 2.017 quase vendemos 30% por 300 milhões, (valuation de 1 Bilhão de reais) não saiu, nunca desanimamos, continuamos sempre trabalhando duro para atender cada vez melhor os nossos clientes, mas agora vendemos 23,3% por 700 milhões!!! (Valuation de 3 bilhões de reais). Que bom que deu tudo errado nestas negociações nestes 4 anos e só agora deu certo!!! Obrigado ao Carlyle Group pela confiança, obrigado ao timaço do Grupo Madero por todo o esforço e dedicação e claro, muito obrigado Jesus Cristo por nos abençoar tanto! E o segredo pra tudo dar certo? Qualidade, qualidade e mais qualidade!!! Um negócio só da muito certo com muita qualidade, e para ter qualidade não tem outra coisa a fazer senão trabalhar como um maluco!!! Tenho falado sempre que montamos um time de doidos, doidos por qualidade total!!! Doidos por satisfazer os nossos queridos clientes!!! Doidos por fazer tudo certo!!! Muito obrigado a todos os nossos clientes que sempre nos prestigiaram, prometemos nos esforçar cada vez mais para entregar mais qualidade tanto no atendimento, ambiente e produtos! Na foto da assinatura do contrato, com o Jay Sammons do Carlyle. 🙏🙏🙏 “

Fontes: Instagram: @juniordurski, Jornal O Estado de São Paulo, Revista Exame.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *